Mais

    Deu Ruim: 7 Brigas entre Jogadores de Futebol Durante Treinos e Jogos

    Publicado em:

    No universo do futebol, onde a paixão e a competição se entrelaçam, os treinos muitas vezes revelam um aspecto inusitado. A dedicação incansável dos jogadores pode resultar em momentos de tensão, entradas vigorosas, discussões acaloradas e, em alguns casos, até mesmo brigas que ecoam nos corredores dos clubes.

    Depois do caso de Gérson x Varela essa semana no Flamengo. Neste artigo, exploraremos seis casos emblemáticos de brigas entre atletas do mesmo time durante os treinamentos, relembrando essas situações marcantes que ocorreram nos gramados.

    A Intensidade nos Treinamentos e suas Manifestações

    Os treinamentos de futebol são momentos cruciais para o aprimoramento técnico e físico dos jogadores. No entanto, para alguns atletas, o campo de treino se transforma em um palco onde a rivalidade e a intensidade se fazem presentes. A busca constante pela excelência muitas vezes leva a entradas vigorosas e discussões acirradas, culminando em brigas que demonstram o quanto o esporte está entranhado na vida desses jogadores.

    1. Tevez x Marquinhos (Corinthians, 2005)

    Em meio a uma constelação de estrelas e egos inflados, o Corinthians viveu um episódio que marcou os registros de suas conquistas. Durante o ano em que conquistaram o título brasileiro, a tensão emergiu entre o atacante Tevez e o zagueiro Marquinhos, resultando em uma troca de socos e pontapés que interrompeu o treinamento. O incidente não apenas demonstrou a determinação dos jogadores, mas também evidenciou o desafio de gerenciar egos dentro de um elenco vencedor.

    2. Gravesen x Robinho (Real Madrid, 2006)

    Nos bastidores do Real Madrid, a agressividade do volante Gravesen ganhava vida não apenas nas partidas, mas também nos treinos. A chegada de Robinho após a Copa do Mundo trouxe um novo elemento ao cenário. Uma entrada dura do volante em Robinho desencadeou uma troca de socos, resultando na expulsão de ambos do treinamento. Esse incidente serve como lembrete de que a competição feroz também permeia os bastidores dos maiores clubes do mundo.

    3. Pará x Lucas Coelho (Grêmio, 2014)

    A intensidade dos treinamentos não poupou nem mesmo o cenário nacional. No Grêmio, um choque entre o lateral-direito Pará e o atacante Lucas Coelho culminou em uma discussão acalorada que se desdobrou em uma briga generalizada. Esse incidente reforça a natureza apaixonada do esporte, onde a determinação dos jogadores muitas vezes ultrapassa os limites da amizade no calor do momento.

    4. D’Alessandro x Williams (Internacional, 2014)

    Em um contexto de ritmo acelerado para manter a forma durante a pausa da Copa do Mundo, o Internacional testemunhou uma disputa entre dois de seus próprios jogadores. D’Alessandro e Williams se envolveram em um conflito que culminou com um soco do argentino em Williams. O incidente ressaltou a importância do controle emocional e do trabalho em equipe, já que vários companheiros precisaram intervir para acalmar a situação.

    5. Anderson x William (Internacional, 2016)

    O ano de 2016 foi marcado por desafios para o Internacional, incluindo a luta contra o rebaixamento. Em um treino aberto à imprensa, a briga entre Anderson e William ganhou os holofotes, resultando em socos e pontapés intensos. A situação ressalta a complexidade de administrar uma equipe sob pressão e a importância do equilíbrio emocional em momentos de dificuldade.

    6. Juan Insaurralde x Jonathan Silva (Boca Juniors, 2017)

    Mesmo liderando o Campeonato Argentino, o Boca Juniors não escapou das tensões nos treinamentos. Em um episódio que marcou o clube, os jogadores Juan Insaurralde e Jonathan Silva se envolveram em uma briga que resultou em socos e tumulto no gramado. A reação do clube, com punições salariais, ressalta o compromisso das equipes em manter a disciplina mesmo em situações controversas.

    7. ANDREI E ROMÁRIO – FLUMINENSE (2002)

    No ano de 2002, atuando pelo Fluminense, Romário marcou seu único gol de bicicleta em toda sua trajetória no futebol. Contudo, além dessa memorável jogada, o jogador teve outro momento marcante com a camisa do Tricolor. Em um confronto do Brasileirão, onde o Fluminense sofreu uma derrota de 6 a 0 para o São Paulo, o Baixinho teve um desentendimento com o defensor Andrei.

    O incidente ocorreu em pleno jogo, quando o artilheiro dos 1000 gols foi até o zagueiro para discutir e acabou desferindo um golpe no rosto de Andrei, que não revidou. Por conta desse episódio, Romário recebeu uma suspensão de uma partida pelo STJD.

    Mais 3 Tretas no Flamengo

    1. FELIPE VIZEU E RHODOLFO – FLAMENGO (2017)

    Em 2017, na Ilha do Urubu, Flamengo e Cortinhians protagonizaram um momento tenso: após um desentendimento em campo, Felipe Vizeu e Rhodolfo se desentenderam. Mas a surpresa veio depois: Vizeu, ao marcar um gol, fez um gesto audacioso para Rhodolfo, que prometeu acertar as contas no vestiário. No final, tudo se resolveu e os jogadores se reconciliaram.

    2. DJALMINHA E RENATO GAÚCHO – FLAMENGO (1993)

    Em um emocionante clássico Flamengo x Fluminense em 1993, Renato Gaúcho e Djalminha se estranharam em campo, com um jovem Marcelinho Carioca intervindo para acalmar os ânimos. O confronto, que ocorreu no Caio Martins durante o Torneio Rio-São Paulo, teve como consequência a dispensa de Djalminha pelo Flamengo, apesar de seu curto tempo no clube. Atualmente, os dois ex-jogadores compartilham uma amizade e frequentemente fazem piadas sobre o episódio.

    3. Romário x Cafézinho do Madureira brigam de socos e até Júnior chega na “voadoura”.

    Há 26 anos, um episódio marcou a carreira de João Cristiano Araújo, conhecido como Cafezinho. Mesmo com um título do Brasileirão pelo Vasco, ao lado de estrelas como Edmundo e Evair, o que ficou na memória foi um desentendimento com Romário em uma partida entre Flamengo e Madureira, na Gávea, pelo Campeonato Carioca de 1997. Hoje, o ex-lateral encara com bom humor essa lembrança e brinca sobre o ocorrido.

    Conclusão: Lições Extraídas das Brigas no Treino

    As brigas entre jogadores de futebol durante os treinamentos são um reflexo da intensidade, paixão e comprometimento que permeiam o esporte. Embora esses confrontos muitas vezes capturem a atenção dos torcedores e da mídia, é importante lembrar que eles também trazem lições valiosas.

    A gestão das emoções, o respeito mútuo e o foco no objetivo comum são aspectos fundamentais que emergem desses incidentes, lembrando a todos nós que, no fim das contas, o futebol é mais do que apenas um jogo – é uma jornada de determinação, superação e aprendizado.

    Por fim, deixe seu comentário!


    Publicidade
    1xbet

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Em destaque

    Descubra como Arrascaeta liderou a vitória do Flamengo contra o Vasco

    O Flamengo venceu a primeira partida da semifinal sobre o Vasco da Gama nesta...

    Flamengo apresenta novo e sofisticado uniforme 2

    A nova camisa branca do Flamengo exibe elementos dourados, homenageando a rica história do...

    Flamengo 1 x 0 Olimpia: Vitória Importante na Taça Libertadores

    Neste emocionante duelo pela Taça Libertadores, o Flamengo saiu vitorioso com um placar de...