Mais

    Atuação Medíocre Contra o São Paulo: Sampaoli e o Desafio Tático do Flamengo

    Publicado em:

    Ainda com o gosto amargo da derrota na boca, é hora de mergulhar fundo e dissecar o que deu errado! No confronto que todos esperavam ser a redenção do Flamengo contra o São Paulo na Copa do Brasil, vimos falhas que precisam ser discutidas. Sob o comando de Jorge Sampaoli, o que aconteceu com a tática do nosso Mengão? Neste artigo, vamos desvendar cada erro, cada falha e, mais importante, buscar soluções para que o time rubro-negro retome seu caminho vitorioso. Prepare-se, porque a análise será intensa!

    O Início Desastroso

    O Flamengo entrou em campo com um esquema tático 4-3-3, mas desde o apito inicial, ficou claro que o São Paulo dominaria a zona intermediária do campo. Sampaoli optou por escalar apenas três jogadores no meio-campo, o que deixou o Flamengo vulnerável na posse de bola e na transição defensiva.

    Fragilidades Defensivas

    Com o meio-campo do São Paulo sob controle, várias fragilidades defensivas do Flamengo foram expostas. Para jogar no 4-3-3, é crucial ter pontas rápidos, mas a presença de Gabigol no lado direito, que não é conhecido por sua velocidade, tornou o setor vulnerável. Isso permitiu que o São Paulo explorasse o lado direito do Flamengo com facilidade.

    Falta de Finalizações

    Um dos problemas mais preocupantes foi a falta de finalizações por parte do Flamengo no primeiro tempo. Mesmo com artilheiros como Gabigol, Pedro e Bruno Henrique em campo, o time não conseguiu criar oportunidades claras de gol. A falta de um meio-campo criativo e incisivo foi evidente.

    A Gestão de Sampaoli

    Além dos problemas táticos, a gestão de Sampaoli também foi questionável. Sua reação após o apito final, onde mencionou a falta de “fúria”, demonstrou frustração e falta de ideias para mudar o jogo. A insistência em não trocar o treinador no momento adequado também foi mencionada.

    O Gol do São Paulo

    O gol do São Paulo refletiu as deficiências do Flamengo. Nasceu de um lateral em que sete jogadores do Flamengo estavam posicionados no lado esquerdo do campo, deixando o lado direito desprotegido. Isso resultou em um cruzamento e no gol de Calleri.

    Mudanças no Segundo Tempo

    No segundo tempo, Sampaoli fez algumas mudanças, como a entrada de Everton Ribeiro e Matheuzinho, mas o time continuou inoperante na frente. A falta de meio-campo foi ainda mais evidente com a liberação dos laterais, tornando o Flamengo mais vulnerável.

    Conclusão

    O desempenho do Flamengo hoje sob o comando de Sampaoli neste jogo deixa claro que há problemas táticos e de gestão que precisam ser abordados. A falta de um meio-campo criativo, a fragilidade defensiva e a falta de finalizações são questões urgentes. Com a final da Copa do Brasil se aproximando, Sampaoli e os jogadores precisam encontrar soluções simples para reverter essa situação e dar aos torcedores um motivo para acreditar novamente.

    A performance do time mais caro das Américas tem sido decepcionante, e é hora de todos, tanto treinador quanto jogadores, assumirem a responsabilidade e trabalharem juntos para melhorar o desempenho do Flamengo em campo.

    Por fim, deixe sua opinião!


    Publicidade
    1xbet

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Em destaque

    Flamengo desconcentrado

    Apesar de abrir o placar em 50 segundos, a equipe do Flamengo na noite...

    5 Fascinantes Detalhes do Confronto Histórico entre Flamengo e Grêmio

    Antes de começar nas curiosidades, vamos ver os números atuais de Flamengo e Grêmio,...

    Flamengo sub 20 x América MG sub 20: escalações e como assistir o confronto do Brasileirão ao vivo

    O duelo entre Flamengo e América-MG, válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro Sub-20,...