Mais

    O Gigante Inerte

    Publicado em:

    Temos sido testemunhas da jornada de um colosso morto vivo capaz de andar apenas para trás. Um zumbi, letárgico e resignado, formado de uma carne que se apresenta viva aos olhos de quem a vislumbra, mas que carrega dentro de si as razões da própria autofagia.

    Largado em praça pública, o fedor que dele emana conta apenas com a indiferença dos que deveriam preservá-lo. Muitos de nós, por algum tempo, também resistimos a encará-lo, assim como fazíamos quando crianças com aquele vulto espiado em meio à escuridão na hora de dormir.

    Uma silhueta que fingíamos ignorar enquanto cerrávamos os olhos na ânsia do sono capaz de levar consigo todas as aflições. Ocorre que, nesse domingo, tal vulto chegou perto o suficiente e nos cutucou antes que pudéssemos sonhar.

    Não haverá milagre como aquele em que o agora carrasco Dorival nos embalou há menos de um ano atrás.

    Quem será o candidato da vez a Dr. Frankenstein?

    O herói imbuído da missão de energizar esse corpo inerte com a eletricidade que o faça pulsar em uníssono na direção do final agridoce que nos restou. É verdade que virar o ano sem a vaga na libertadores será um sepultamento em cova rasa.

    Bastará uma leve chuva para que os restos mortais se ofereçam às mesmas criaturas carniceiras que insistem em rondar os muros do cemitério. O corpo em questão demanda cuidados preventivos. Ele carece do acompanhamento profissional permanente que o seu gigantismo reclama.

    Não bastará mais gritar “it’s alive”, mesmo que esse brado termine acompanhado do coro catártico das multidões de sempre. O que quer que se faça agora, deve servir de faísca para que a descarga, finalmente, eletrifique também os andares mais altos.

    Futebol do Flamengo

    O futebol do Flamengo não pode mais ser embalsamado visando tão somente à sua preservação pelos próximos seis meses. Ele precisa ser mantido fora do necrotério, alheio a qualquer necessidade de ressureição. Uma vez que se ponha de pé, ele deve ficar distante das varejeiras que insistem em pousar sobre sua pele à espera da próxima pústula entreaberta que possa servir de atalho para suas ambições pessoais. Parece simples, mas não é.

    Jogadores do Flamengo assistem Sao Paulo receber o premio da copa do brasil 2023

    Como acontece em todos os campos da vida humana, os mesmos que há alguns anos se apresentaram como outsiders e juravam defender certos mantras, são os que, com a caneta em mãos, lutam contra a sua implementação e buscam se encastelar numa permanente ação entre amigos.

    O Flamengo é infinitamente maior do que picuinhas clubísticas, conchavos engendrados à beira da piscina ou devaneios egocêntricos de frustrados aspirantes a dirigentes. Profissionalismo e planejamento já, de cima a baixo. Passou da hora.

    Por fim, deixe seu comentário.


    Publicidade
    1xbet

    1 COMENTÁRIO

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Em destaque

    Por que o urubu é o mascote do Flamengo?

    O Clube de Regatas do Flamengo, uma das equipes de futebol mais tradicionais e...

    A História do Maior Público no Futebol entre Clubes

    Quando se trata de um espetáculo apaixonante como o futebol, não há dúvida de...

    Procurando Wallpaper do Flamengo?

    Procurando o wallpaper do flamengo perfeito para celular? Confira nossa seleção dos 51 melhores...